Clube dos Intelectuais

Blasfêmia contra o Espírito Santo

Blasfêmia contra o Espírito Santo

NÃO BLASFEMARÁS CONTRA O ESPÍRITO SANTO

 O pior de tudo é a possível “Blasfêmia contra o Espírito Santo”. Veja como isso acontece: Uma vez os fariseus atribuíram os sinais sobrenaturais de Jesus Cristo, aos demônios, e o Senhor ensinou que tal atitude era: Blasfêmia contra o Espírito Santo. Então aprendemos que esse terrível pecado, um pecado imperdoável, consiste em alguém afirmar que um milagre efetuado por Deus, foi feito pelos demônios. (Lucas 12: 10; Marcos 3: 29)

Leiamos: Mateus (12: 22-32) “Trouxeram-lhe, então, um endemoninhado cego e mudo; e, de tal modo o curou, que o cego e mudo falava e via. E toda a multidão se admirava e dizia: Não é este o Filho de Davi? Mas os fariseus, ouvindo isto, diziam: Este não expulsa os demônios senão por Belzebu, príncipe dos demônios. Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá. E, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino? E, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam então vossos filhos? Portanto, eles mesmos serão os vossos juízes. Mas, se eu expulso os demônios pelo Espírito de Deus, logo é chegado a vós o reino de Deus. Ou, como pode alguém entrar na casa do homem valente, e furtar os seus bens, se primeiro não maniatar o valente, saqueando então a sua casa? Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha. Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens. E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro”.

DIAGNOSTICO DO BLASFEMO CONTRA O ESPÍRITO SANTO

 Primeiro, leiamos Tito (3: 10,11) “Ao homem hereje, depois de uma e outra admoestação, evita-o, Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado”. Nestes dois versículos encontramos dois adjetivos, a saber: Hereje e pervertido. Hereje (é o adepto de doutrinas falsas) e pervertido [é um indivíduo que além de corrupto e perverso é também adulterador (falsificador)]. Então, tanto a heresia, como a perversão é o ato de transformar a verdade em mentira (Romanos 1: 25), os quais “estando já em si mesmo condenado”.

Portanto, o blasfemo contra o Espírito Santo, que é o mesmo herege, ou perverso (crônico), é um indivíduo que o Espírito de Deus desistiu de convencê-lo do pecado da justiça e do juízo (João 16: 8). Assim essa pessoa passa a acreditar e a ensinar que os mandamentos bíblicos são ruins, faz mal e são errados; mas os pecados, como: adultério, embriaguez, idolatria, matar, roubar, rebelar e etc. são bons, faz bem e são certos.

Assim, enquanto alguém: Ter medo de perder a sua salvação; Ter a consciência de que os Mandamentos Bíblicos são bons e certos; E que tem temor de Deus – isso quer que o tal não blasfemou contra o Espírito Santo.

Mesmo que alguém tenha cometido algo parecido, mas se essa pessoa ainda preocupa com a sua salvação e ama a Deus e sua Obra, é porque o Espírito Santo ainda estar insistindo com ela, assim, todavia, a mesma tem chance de ser salva.

Este texto faz parte de um livro, cujo título é “A Lei de Cristo”, para mais informações, clique no ícone abaixo:

Compre aqui o livro 'A Lei de Cristo'